Rosa Luxemburgo

em

“Quem não se movimenta,  não sente as correntes que o prendem”.